Riscos&Rabiscos
 
  Riscos&Rabiscos
 
Início
Contactos
Links Úteis

Últimos tópicos:
Como?
Ode ao meu AMOR
Amo-te Rainha
Tempo
Perdi-me



Veja os últimos 5 tópicos:

Como? ---->


O mais vergonhoso da mentira,
É perder a credibilidade
Apesar de dita a verdade.
Como faze-la crer que a amo??
Como recuperar a confiança??
Como lhe entregar de novo a esperança?
Como chegar ao Amor que clamo?
Como faze-la acreditar
Que só com ela consigo levitar?
Como lhe mostrar o meu Amor,
Quando a frente tenho a Raiva, o Ódio e a Dor??
Como segura-la em meus braços,
E fazer de um, mil beijos e abraços??
Como dar-lhe um beijo,
E através dele mostrar-lhe meu desejo??
Como fazer tudo esquecer,
Tudo aquilo que fabriquei??
Como posso sequer viver,
Sabendo o quanto a magoei??
Como posso viver como estou,
Quando de encontro ao abismos vou??
Odeio-me por ser quem sou,
E no fim,
De MIM,
Nada restou.
 

Ode ao meu AMOR ---->


Palavras escritas não falam, ouvem-se
Atitudes não de veem, sentem-se.
Quero mostrar que te amo tanto
Que para além de demónio
Também quero ser Santo.
Sei que sou um simplório ser
Que quer que o chames com Amor.
Não quero meu próprio nome,
Não é assim que mato a Fome,
Não é assim que escondo a Dor.
Dor de Amor, que mata e faz morrer!
Só quero que me ames,
Rainha do meu coração.
Minha bela morena sensual.
És a minha estrela cadente.
O meu único desejo especial
De viver o nosso Amor eternamente.
Amo-te Isabel!!
Minha rainha, morena… MINHA VIDA!
 

Amo-te Rainha ---->


Quero que saibas que te amo,
Rainha do meu coração,
Voz do meu ser e da razão.
“Amo-te daqui até a Lua.”,
E assim entrego-te Minh’ alma nua
Por ti rainha, teu afago terno clamo.
És a minha eterna identidade,
A minha própria e intransmissível fatuidade
Razão do meu misero viver.
Quero que me sintas de verdade,
Mesmo com vontade de morrer.
És a minha paixão, desejo e crer.
Vivo a demência de um beijo constantemente ter.
Sofro o desejo de voares sem levantares os pés do chão
Segura a mim, juntos a escaldar de paixão.
Amo-te como nunca amei ninguém
Perdoa o mal que te fiz, a mágoa e as lágrimas
Roubei-te o coração,
Deixei tudo e nada aquém
Nem desenhei o meu amor nestas páginas.
AMO-TE!!!
 

Tempo ---->


Sob a sinfonia dos sapos anunciando a aromática Primavera e, escoltado por estrelas cintilantes pintadas no tecto azul, viajei no tempo e no espaço e, calcando avarentamente a tapeçaria verde e húmida da relva senti-me rejuvenescido…
Como é possível a fadiga e a avidez de lutar contra o tempo ser exageradamente diminuta? Será que o espaço que me separa do tempo que de mim alvora tem fim???????
Poderei alguma vez, de alguma forma combater de igual modo a saudade que me corrói a alma e envenena a mente?
 

Perdi-me ---->


Corrompo-me em pensamentos mundanos
Ideias arrojadas, sentimentos insanos…
Já não sou o que era…. Mudei!
Aquilo que aprendi….. não sei….
Liberdade que me acercas,
Que me consola, e aconchegas….
Esperança de me encontrar,
Quero voltar a tudo sonhar….
Perdi-me, e….
Tenho saudades de mim,
Nada fiz…. Para ficar assim!
Perdi-me!
 
 
Crie o seu Site Grátis!       Create your Free Website! Sites Grátis no Comunidades.net