Teia de Ariana
Teia de Ariana
CENTRO DA TEIA
arianazita@gmail.com
OUTRAS CASAS

Últimos Fios:
ONDE ESTÃO VOCÊS...AGORA?!
FOGO-FÁTUO
O QUE SE VÊ PELA TEIA - sugestão cinematográfica: Little Miss Sunshine
OS TRUQUES DA MEMÓRIA ... À SOMBRA DO PASSADO (?!)>
FORA DA PRATELEIRA: HISTÓRIA HORRÍVEL - FACTOS MARADOS, por Terry Deary e Martin Brown


O QUE TOCA NA TEIA: ULRICH SCHNAUSS - "Shine
Get this widget | Track details | eSnips Social DNA
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Fios Online ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
AWARD
Hosted by eSnips
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
CURRENT MOON
Arquivo
FORA DA PRATELEIRA: HISTÓRIA HORRÍVEL - FACTOS MARADOS, por Terry Deary e Martin Brown
2007-06-14


FORA DA PRATELEIRA, e já fora da época da Feira do Livro de Lisboa, fica aqui um dos "vestígios históricos" que trouxe de lá.

Excerto escolhido pela su:

“CURAS MALUCAS
Tens uma doença? Precisas de uma boa cura maluca à moda antiga. É claro que esta depende da época em que vives. Aqui tens algumas dicas de eleição vindas do passado nojento. Mas não experimentes isto em casa ou nos teus amigos. Experimenta antes em alguém de quem não se vá sentir falta – um professor, talvez…

Curas para a dor de dentes
* Idade da Pedra: Come flores de alteia.
* Tempo dos Saxões: Ferve uma folha de azevinho, coloca-a num pires com água, leva-o à boca e boceja.
* Dinastia Stuart: Arranha a gengiva com um prego novo e depois prega-o numa árvore.
* Século XVIII: Queima a orelha com um ferro quente.

Curas para a dor de cabeça
* Idade da Pedra e Era Romana: Faz um buraco no crânio.
Tempo dos Saxões: Arranja umas crias de andorinhas, abre-lhes os estômagos e procura pedrinhas. Mete-as num saquinho e encosta-o à cabeça.
* Idade Média: Tira o chapéu para que os vapores nocivos possam sair da tua cabeça.
* Inca: Faz um buraco entre os olhos com uma lâmina de vidro.
* Dinastia Tudor: Alfazema/ Louro/ Arruda/ Rosas/ salva/ manjerona. Ata uma corda ao pescoço.”


Quem diz que a brincar não se aprende?! ; )

Excerto escolhido pelo Taliesin:

Ao ler este livro não posso deixar de evidenciar um dos excertos que me chamou à atenção… sobre os nossos amigos, os gatos!

“BOA VIDA PARA OS GATOS
1. Os egípcios acreditavam que a deusa Bast era a mãe de todos os gatos. Também acreditavam que os gatos eram animais sagrados.
2. No Antigo Egipto, toda a família rapava as sobrancelhas em sinal de tristeza quando o seu gato morria.
3. A punição por matar um gato, há quatro mil anos, no Egipto, era a morte.
4. Durante o reinado de Kublai Khan, os chineses usavam leões em expedições de caça. Treinavam os enormes felinos para caçar e mobilizar grandes animais – desde a bois selvagens a ursos – e para ficarem com a presa até ao caçador chegar.
5. O único animal doméstico comum que não é mencionado na Bíblia é o gato.
6. Quando a Peste Negra se espalhou pela Europa algumas pessoas pensaram que tinham sido os gatos a espalhá-la. Milhares foram massacrados. Mas as pessoas que pouparam os seus gatos forma muitas vezes poupadas – os gatos mantiveram as suas casas livres dos verdadeiros culpados: as ratazanas.
7. Em 1888 cerca de trezentos mil gatos mumificados forma encontrados em Beni Hassan, no Egipto. Foram vendidos a 18 dólares e 43 cêntimos a tonelada e enviados para a Inglaterra para serem moídos e utilizados como fertilizante.”


Sete factos… e os gatos com sete vidas. Nós só temos apenas uma.
Não a desperdices!
;)
su

tecer com palavras

 
Crie o seu Site Grátis!       Create your Free Website! Sites Grátis no Comunidades.net